conectando rio natal

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte

Potiguares no Frevo em Olinda – 2016 – 2º ano.

O bloco Potiguares no Frevo em Olinda foi uma ideia do nosso amigo Ricardo Mariz para sair uma semana antes do carnaval, isso porque os amigos em comum são amigos de muitos carnavais, Somos veteranos no carnaval de Olinda (quantos anos ? não precisa contar..kkk). Mais recentemente de uns 4 anos pra cá, ele e alguns amigos começaram a irem ao carnaval uma semana antes, na prévia do carnaval e, daí surgiu a ideia do bloco. Começou com um pequeno grupo de amigos indo para as ruas de Olinda e foi aumentando através da indicação de um amigo ou parente, esse foi o segundo ano que o bloco saiu e já conta com 120 componentes. E, está sendo tão bem organizado (tivemos concentração com direito a coquetel e tudo) e requisitado que a cada ano a tendência é aumentar. É aquela coisa gostosa de brincar com família e amigos, que mal termina a folia e os que gostam já pedem a inscrição para o próximo e que acrescente mais alguém.

Eu saí do Rio/Natal e de Natal/Olinda para conhecer o bloco, ADOREI, e já quero, TAMBÉM, fazer parte no próximo ano. É um Bloco onde alguns já são avós. Mas, não são avós comuns, são os avós que tem pique que se cuidam e gostam mesmo do frevo (o próprio Ricardo é um deles). Daqui a pouco estarão fazendo parte do bloco, também, os netos. Que venham as futuras gerações para manter a cultura do frevo, que é bom demais.

A tendência do carnaval de rua é crescer em todas as capitais. A prefeitura de Natal esse ano investiu no carnaval e recebeu um público muito bom, mostrando que o carnaval está crescendo. Bom para a cidade e para o crescimento do turismo. No sábado 6/2 entre várias atrações recebeu o monobloco que é um bloco carioca, tudo a ver Rio/natal.

Para uma cidade com tradição nada como investir em turismo, foi o que vemos nesse vídeo (clique aqui) que a cada passageiro que chegava ao aeroporto de Recife, recebia uma sobrinha (símbolo do frevo) na esteira. Veja Vídeo. É a divulgação para a preservação da cultura do frevo.

Além da formação do bloco, o Ricardo também nos fez o favor de providenciar a hospedagem para o grupo, fechando com o Hotel 7 colinas em Olinda http://www.hotel7colinas.com.br/. É aquele tipo de hotel que por fora você não imagina nunca que tem uma estrutura tão boa. Muito arborizado com uma área que parece mais um sítio e ainda com uma piscina super gostosa, ideal para quando chegar do frevo. Lá você tanto tem a opção de fugir do carnaval e ficar só como espectador (não era o nosso caso), como só abrir o portão e cair no frevo.

As fotos: Ricardo com nossa porta estandarte, Edinha que não tem pra ninguém, tem um pique invejável e, tivemos a visita de duas pernambucanas, Socorro e Mirna que nasceram com o frevo no sangue, e foram nos prestigiar com sua presença.

PS: Ricardo a cada carnaval adquire mais adereços e arte com tema de carnaval. Eu digo a ele que daqui a pouco ele já poderá criar o museu do carnaval de Ricardo e uma ideia minha que poderia ser em sua terra natal, Serra Negra do Norte (RN), assunto esse que até já citei aqui no post Serra Negra do Norte - Filho da Terra = Amor.

Conheça a história do Frevo.

Olinda, o maior carnaval do mundo

Em seus primórdios, a história do carnaval de Olinda confunde-se com a história da folia no Recife e em Pernambuco. Tal como hoje a conhecemos, a maior festa popular do mundo é um evento relativamente recente, sendo marcado pelo surgimento de agremiações como o Clube Carnavalesco Misto Lenhadores, fundado em 1907, e o Clube Carnavalesco Misto Vassourinhas, de 1912, ambos ainda presentes nos carnavais da atualidade.

O carnaval de Olinda preserva as mais puras tradições da folia pernambucana e nordestina. Todo ano, pelas ruas e ladeiras da Cidade Alta desfilam centenas de agremiações carnavalescas e tipos populares, que mantêm vivas as genuínas raízes da mais popular festa do Brasil. São clubes de frevo, troças, blocos, maracatus, caboclinhos, afoxés, cujas manifestações traduzem a mistura dos costumes e tradições de brancos, negros e índios, base da formação do nosso povo e de nossa cultura.

Um diferencial da folia olindense são os bonecos gigantes, dos quais todo ano são criados novos tipos, e hoje já são mais de uma centena desfilando nas ruas e ladeiras da cidade. Na Terça-Feira Gorda, eles se reúnem e mostram toda sua graça entre os largos do Guadalupe e do Varadouro, em um encontro que se tornou tradição da folia em Olinda. Esses bonecos são uma herança européia e têm sua origem nas procissões do século XV. Lá, os bonecos acompanhavam os cortejos religiosos. Aqui, enfeitam a festa pagã. O primeiro boneco a sair às ruas de Olinda foi o Homem da Meia-Noite, que anima a folia desde 1932.

Os tipos populares também são outra tradição do Carnaval de Olinda. A cada ano, eles enchem as ladeiras da Cidade Alta encarnando personagens inspirados tanto nos noticiários do dia a dia, como nos mais tradicionais costumes, todos retratando em suas fantasias a irreverência e a crítica social tradicionalmente presentes no carnaval da

Curiosidades:

- Um dos mais conhecidos bonequeiros de Olinda é o artista plástico Silvio Botelho.

- Existe a embaixada dos bonecos de Olinda, que não é em Olinda e sim em Recife, Clique aqui e saiba mais.

Assuntos relacionados:

Blocos, Frevo e Samba alegria dos foliões

Escola de Samba - Salgueiro

Flamengo e Salgueiro, dois amores.

Enredos das escolas de samba para 2014

VILA IZABEL - Campeã carnaval 2013

"Fama" - samba enredo salgueiro 2013

Eu canto samba e Escravos da Mauá

A dama de Ferro em pleno carnaval. Um retrato fiel demais.

'Salgueiro apresenta: o Rio no cinema’

Metrô e Carnaval - Urgente

Serra Negra do Norte - Filho da Terra = Amor


Fontes:

http://www.simplescoisasdavida.com/historia-do-carnaval-de-olinda/

http://www.suapesquisa.com/carnaval/carnaval_olinda.htm

http://carnaval.olinda.pe.gov.br/historia

http://carnaval.olinda.pe.gov.br/historia/homenagem-ao-frevo/o-frevo-em-olinda

http://www.hotel7colinas.com.br

http://www.destinodeviagem.com.br/a-embaixada-dos-bonecos-gigantes-de-olinda/ (museu dos bonecos, que não fica em Olinda, mas em Recife).

http://www.bonecosgigantesdeolinda.com.br/fotos.php (fotos de bonecos com várias caricaturas).

http://fotospublicas.com/veja-fotos-desfile-dos-bonecos-de-olinda/ (várias fotos dos desfiles do bonecos de Olinda).

http://carnaval.ne10.uol.com.br/2016/01/29/3394/ (sobrinhas do frevo na esteira de bagagem)

http://www.natal.rn.gov.br/noticia/ntc-23488.html (prefeituta acertou ao investir no carnaval, o baile de máscara foi um sucesso)

https://portalnoar.com/prefeito-afirma-que-sucesso-carnaval-de-natal-superou-expectativas/ (sucesso do carnaval)

 

Museu do Amanhã

Já falei no post anterior (Mar - Museu de Arte do Rio) da minha afilhada que veio de Vitória – ES. Adorou as visitas feitas aos Museus e, ficou encantada com o mundo de ciência que o Museu do Amanhã oferece. Ela tem 12 anos e o que é mais interessante anotou tudo que não tinha visto para uma próxima visita continuar do ponto que parou. Acho que os pais tem mais é que levar seus filhos, pois é deles que o nosso futuro possa a vir ser melhor, que eles tenham uma visão de sustentabilidade muito maior do que gerações passadas, estamos precisando disso.

Nós esperamos na fila 3 horas. E, para conhecer os assuntos que são divididos por áreas, duram em média 2 horas, ou seja, reserve de 5 a 6 horas para essa visita, que mesmo assim vale a pena.

As áreas sâo: Cosmos, terra, antropoceno, amanhã e agora. São 27 experiências, como chamam os criadores do museu, inserido em novo conceito de equipamentos culturais, que oferecem não só contemplação, mas interação sensorial. O curador, o físico Luiz Alberto Oliveira, diz que o museu não é futurista.

Futuro é algo longínquo. O amanhã nos diz respeito.

Ah e é bom aproveitar os descontos do passaporte dos museus que é a compra do bilhete único dos museus, temos um desconto de 20%. Clique aqui e leia mais sobre o passaporte.

Museu do amanhã

O Museu do Amanhã é um museu de ciências diferente. Um ambiente de ideias, explorações e perguntas sobre a época de grandes mudanças em que vivemos e os diferentes caminhos que se abrem para o futuro. O Amanhã não é uma data no calendário, não é um lugar aonde vamo s chegar. É uma construção da qual participamos todos, como pessoas, cidadãos, membros da espécie humana.

E por que um Museu do Amanhã? Porque vivemos em uma nova era, em que o conjunto da atividade humana tornou-se uma força de alcance planetário. Somos capazes de intervir na escala de moléculas e de continentes. Manejamos átomos e criamos microrganismos artificiais. Desviamos o curso de grandes rios, alteramos florestas, influenciamos a atmosfera, transformamos o clima. Habitamos um planeta que vem sendo profundamente modificado por nossas ações. Que amanhãs serão gerados a partir de nossas próprias escolhas?

O Museu do Amanhã oferece uma narrativa sobre como poderemos viver e moldar os próximos 50 anos. Uma jornada rumo a futuros possíveis, a partir de grandes perguntas que a Humanidade sempre se fez. De onde viemos? Quem somos? Onde estamos? Para onde vamos? Como queremos ir?

Orientado pelos valores éticos da Sustentabilidade e da Convivência, essenciais para a nossa civilização, o Museu busca também promover a inovação, divulgar os avanços da ciência e publicar os sinais vitais do planeta. Um Museu para ampliar nosso conhecimento e transformar nosso modo de pensar e agir.

Conheça mais sobre o museu clicando em seu site:

http://museudoamanha.org.br/

https://www.facebook.com/museudoamanha/

 


Assuntos relacionados:

MAR e os colecionadores - Museu de arte do Rio

Mar - Museu de Arte do Rio


Fontes de pesquisa:

http://museudoamanha.org.br/pt-br/content/planeje-sua-visita-ao-amanh%C3%A3-0

http://infograficos.oglobo.globo.com/rio/museu-do-amanha.html

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/12/museu-do-amanha-propoe-que-visitantes-repensem-sociedade.html

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/fotos/2015/12/museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio-de-janeiro.html#F1876911

http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/museu-do-amanha-e-voltado-a-sustentabilidade-e-inedito-no-mundo-21122015

http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/museu-do-amanha-mostra-mapa-de-abalos-sismicos-no-pais-em-tempo-real-01012016

Galeria de fotos:

Foto com o Cristo http://arcoweb.com.br/projetodesign/arquitetura/santiago-calatrava-museu-rio-20-04-2011

Foto da vista do museu http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/12/cariocas-e-turistas-enfrentam-fila-e-calor-por-visita-ao-museu-do-amanha.html

Foto 2 da vista do museu http://casa.abril.com.br/materia/com-projeto-de-santiago-calatrava-museu-do-amanha-e-inaugurado-no-rio

Fotogaleria http://oglobo.globo.com/rio/o-1-dia-para-publico-do-museu-do-amanha-18336301

Foto noturna do museu https://www.facebook.com/museudoamanha/photos/a.534522353322340.1073741828.475113842596525/920111178096787/?type=3&theater

Foto com cidade olímpica http://inventandocomamamae.blogspot.com.br/2015/09/nova-praca-maua-cidadeolimpica.html

 

 

Receita de Ano Novo - 2016

Na última semana do ano fui ver o filme já estou com saudades em um dos meus cinema favorito que é o espaço itaú de cinema e terminei entrando na livraria Books que, adoro, não deu outra me dei um presente do livro Receita de Ano Novo de Carlos Drumond de Andrade, com poesias que começam falando do Natal e terminam com as mensagens de passagem de ano, mensagens essas inspiradoras e cheias de reflexões. Escolhi a poesia que aliás é título do livro para deixar aqui registrada no blog. Que sirva para todos nós.

E a minha mensagem simples, mas verdadeira é: Um feliz Ano Novo a todos com muita paz e saúde, o resto a gente corre atrás.

Receita de Ano Novo


Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Carlos Drumond de Andrade

Conheça o autor e sua obra visitando "Biografias". http://www.releituras.com/drummond_bio.asp

Assuntos relacionados:

Carlos Drummond de Andrade - No mar estava escrito uma cidade

Um Feliz Ano Novo (Essa foi uma outra mensagem, também de Drumond, que postei para o ano de 2013 com o título, Feliz Olhar Novo.)

Drummond e Cascudo, grandes pensadores do Brasil.

História da arte – Drummond e Debret

Unibanco Arteplex em Botafogo - Cinemas, Livraria,Bistrô, Café... (Atualmente é o espaço Itau de cinema http://www.itaucinemas.com.br/home/)

Fontes:

http://meioambiente.culturamix.com/recursos-naturais/paisagens-com-arco-iris (a foto do arco íris é desse site)

http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=13890 (resumo do livro)

http://blooks.com.br

 

 

Mar - Museu de Arte do Rio

Há alguns anos o centro do Rio vem sendo revitalizado e foi inaugurado em 1º de março de 2013 a primeira das grandes obras da praça Mauá, o MAR (Museu de Arte do Rio). A parte nova do museu cujo teto reproduz as ondas do mar é belíssima. De lá temos uma vista do museu do amanhã que foi inaugurado em 19/12/2015.

Vale a pena ver e conferir as duas obras cheias de histórias. Eu já tinha ido ao MAR desde sua inauguração, mas recentemente aproveitei o passaporte dos museus que dá direito a visitar os dois (MAR e AMANHÃ) e, retornei novamente, só que, agora com minha afilhada que veio de Vitória – ES. Adorou, e ficou encantada com o mundo de ciência que o Museu do Amanhã oferece. Ela tem 12 anos e o que é mais interessante anotou tudo que não tinha visto para uma próxima visita continuar do ponto que parou. Esse é o tipo de passeio que todo pai precisa fazer com seus filhos, é das futuras gerações que o nosso futuro virá a ser melhor, pois eles terão uma visão de sustentabilidade muito maior do que gerações passadas. Estamos precisando de muita consciência e preservação ecológica.

Clique aqui e saiba mais sobre o passaporte dos museus que é, o bilhete único dos museus com 20% de desconto na compra dos bilhetes somados. 

ps: Irei fazer um outro post do museu do amanhã, aguarde.

MAR – Museu de arte do Rio.

O Museu de Arte do Rio promove uma leitura transversal da história da cidade, seu tecido social, sua vida simbólica, conflitos, contradições, desafios e expectativas sociais. Suas exposições unem dimensões históricas e contemporâneas da arte por meio de mostras de longa e curta duração, de âmbito nacional e internacional. O museu surge também com a missão de inscrever a arte no ensino público, por meio da Escola do Olhar.

O MAR está instalado na Praça Mauá, em dois prédios de perfis heterogêneos e interligados: o Palacete Dom João VI, tombado e eclético, e o edifício vizinho, de estilo modernista – originalmente um terminal rodoviário. O antigo palacete abriga as salas de exposição do museu. O prédio vizinho é o espaço da Escola do Olhar, que é um ambiente para produção e provocação de experiências, coletivas e pessoais, com foco principal na formação de educadores da rede pública de ensino.

Como recomenda a UNESCO, o MAR tem atividades que envolvem coleta, registro, pesquisa, preservação e devolução à comunidade de bens culturais – sob a forma de exposições, catálogos, programas em multimeios e educacionais. Com sua própria coleção – já em processo de formação por meio de aquisições e doações correspondentes à sua agenda – o MAR conta também com empréstimos de obras de algumas das melhores coleções públicas e privadas do Brasil para a execução de seu programa.

O MAR, inaugurado em março de 2013, funciona como um espaço proativo de apoio à educação e trabalha em parceria com a Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro e outras secretarias de Educação. A Escola do Olhar desenvolve um programa acadêmico, construído em colaboração com universidades, para discutir arte, cultura da imagem, educação e práticas curatoriais. Leia mais no site do MAR.

Assuntos relacionados:

MAR e os colecionadores - Museu de arte do Rio

Fontes:

www.museudeartedorio.org.br/

https://pt-br.facebook.com/museudeartedorio

Belíssima foto do mar http://tudosobreorio.com.br/museu-de-arte-do-rio-o-incrivel-mar/

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/mar-museu-de-arte-do-rio/platb/

https://pt.wikipedia.org/wiki/Museu_de_Arte_do_Rio

http://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/noticias/presidente-dilma-rousseff-inaugura-museu-de-arte-do-rio-20130301.html

http://www.museudeartedorio.org.br/pt-br/evento/bilhete-unico-dos-museus

 

 

Árvores de Natal 2015 – Natal-RN e Rio de Janeiro - RJ

Após um longo período sem alimentar o blog, não poderia deixar em branco a passagem do Natal e desejar um feliz Ano Novo repleto de realizações e muita saúde, afinal sem ela (a saúde) não fazemos nada.

As árvores aqui expostas estão lindas, por isso a vontade de escrever o post, ainda mais depois de ler sobre a história da Árvore de Natal, então pensei: “não posso ficar com esse texto só pra mim, merece ser repassado”. A foto do excelente fotografo de Natal, Canindé Soares com os reis magos (sou apaixonada por eles) está demais.

A Árvore de Mirassol, como é mais conhecida a árvore natalina da capital potiguar deste ano segue o projeto ‘Guiados pela Estrela’, vencedor do primeiro concurso público realizado pela prefeitura para a decoração natalina. O projeto, que foi elaborado pelas arquitetas potiguares Juliana Nóbrega e Luana Duarte, contempla as principais ruas e avenidas das quatro regiões administrativas da cidade e foi dividido em sete alamedas temáticas: Alameda dos Anjos (BR-101), Alameda dos Pastores (Avenida Roberto Freire), Alameda das Estrelas (Avenidas Salgado Filho, Prudente de Morais, Hermes da Fonseca, João Medeiros Filhos e passarelas), Alameda Natureza Divina (Avenidas Afonso Pena, Campos Sales, Alexandrino de Alencar e Paulistana), Alameda dos Animais (canteiros centrais) e Alameda do Presépio (Viaduto do 4º Centenário e Árvore do Mirassol) com destaque para a grande árvore instalada no bairro Mirassol. Veja o vídeo com o projeto no Blog do Wallace.

Um Natal de Luz é o tema da 19ª Árvore de Natal da Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio. Segundo o cenógrafo Abel Gomes, o objetivo é mostrar a luz que ilumina a vida.

"São quatro fases. Começa com a luz das estrelas que remetem aos sonhos, passa para a luz do sol que nos dá energia, para a luz do luar e termina com as luzes de Natal que iluminam nossos lares", explicou Gomes.

A HISTÓRIA DA ÁRVORE DE NATAL E SUA DECORAÇÃO

Nos tempos antigos, durante séculos os alemães estavam convencidos de que tanto a Terra e os Astros estavam pendurados em uma árvore gigante, ou árvore Idrasil Divina do Universo, cujas raízes estavam no inferno e seu topo nos céus. Eles o usavam para celebrar o solstício de inverno, que ocorre neste momento no Hemisfério Norte, era uma árvore de carvalho decorado com tochas e dançavam ao redor.

Por volta do ano 740, St. Bonifacio o evangelizador da Alemanha e Inglaterra derrubaram o carvalho que representava o Deus Odin e substituiu por um pinheiro, o símbolo do amor eterno de Deus. Esta árvore foi decorada com maçãs (que para os cristãos representam as tentações) e velas (que simbolizam a luz do mundo e graça divina). Sendo uma planta perene, o pinheiro é o símbolo da vida eterna. Além disso, a sua forma triangular representa a Trindade.

Na Idade Média, esse costume se espalhou por todo mundo antigo e, depois da conquista, veio para a América.

A primeira árvore de Natal, decorada como a conhecemos hoje, foi na Alemanha em 1605 e foi usado para aclimatar o festival em um momento de frio extremo. A partir desse momento, ele começou sua transmissão: chegou à Espanha em 1870, na Finlândia, em 1800 e no Castelo de Windsor Inglaterra foi pela primeira vez em 1841, com a ajuda do príncipe Albert, marido da Rainha Victória.

O que diz cada ornamento?

Tudo foi mudado ao longo dos anos. Ao começar por aquelas maçãs e velas tornou-se hoje as esferas tradicionais e guirlandas com luzes coloridas. Isto é o que você não pode perder em sua árvore.

- As “Bolas”: elas representam os dons que Deus dá aos homens. O simbolizam arrependimento; azul, vermelho, petições: dourados – “elogios”; e prata – “agradecimento”.

- A estrela, é costume de colocar no topo.  Esta é a fé que orienta nossas vidas.

Tecidos e fitas tecidas: eles simbolizam a unidade da família e a presença de nossos entes queridos em torno de todos esses dons.

- Anjinhos: eles são os mensageiros entre nós e o céu , são responsáveis pela proteção, de modo que não pode faltar em sua árvore.

- As luzes: não importa de que cor ou se liga e desliga. Eles tem um sentido, e é para iluminar o nosso caminho da fé.

Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!!!

Aqui nesse link você vai conhecer a história (já ganhou até prêmio) da Árvore de  Natal, montada por uma família potiguar, que é a do meu amigo Walter Leite. A árvore é toda montada com adornos de diversos lugares por onde passa. O blog dele é sobre viagens. Vá lá conferir a história de sua árvore e suas viagens, muito interessante:

http://vaconferir.com.br/arvore-natalina-com-enfeites-de-diversas-cidades/

 

 

Copiando, literalmente a Denise Guinle que escreve para o jornal posto seis de Copacabana Frases humorísticas e irreverente pinçadas ao acaso para alegrar o seu Natal:

· - *   Umas das coisas boas do Natal é que as pessoas podem esquecer do passado com um presente.

· - *   O Natal é injusto: morre o peru e a missa é do galo.

· - *  O homem tem quatro idades natalinas:

o Quando ele acredita em Papai Noel

o Quando ele não acredita mais em Papai Noel

o Quando ele é o Papai Noel

o Quando ele se parece com o Papai Noel

· - *   Panetone é igual a parente – a gente só vê no Natal

· - *  Natal bom é Natal que cai em dia útil

· - *  Incrível, na capital do Rio Grande do Norte já é Natal

· - * Diálogo bem bobo:

o Papai Noel é casado!

o Como? Com a Merry Christmas

Assuntos relacionados:

Um Feliz Ano Novo

Dia de Reis e o bairro de Santos Reis, em Natal.

Árvores e presépios natalinos - Rio / Natal

 

Fontes da árvore de Natal do Rio de Janeiro - RJ

https://www.facebook.com/MirageMoveis/posts/740609529369406

http://diariodorio.com/tudo-sobre-a-arvore-da-lagoa-20152016-e-a-festa-de-inauguracao-no-dia-28/

http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2015/12/arvore-de-natal-da-lagoa-sera-inaugurada-neste-sabado-no-rio.html

 

Fontes da árvore de Natal em Natal - RN

https://www.youtube.com/watch?v=EpB1TCuqqrU

http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2015/11/com-108-metros-arvore-de-natal-dos-natalenses-sera-acesa-nesta-segunda.html

http://origemdascoisas.com/a-origem-da-arvore-de-natal/

http://g1.globo.com/rn/rio-grande-do-norte/noticia/2015/11/arvore-de-natal-de-108-metros-e-acesa-na-capital-potiguar.html

 

Fontes sobre a história da árvore de natal

Esse texto “A HISTÓRIA DA ÁRVORE DE NATAL E SUA DECORAÇÃO”, foi dado para os alunos da www.oficinacriativa.com.br

https://www.facebook.com/paroquiasaofranciscodeassis/posts/457957744309138

http://criartes.webnode.com.br/products/a-arvore-de-natal-nos-conta-uma-historia-simbolos-de-natal/

http://catedralsaocarlos.com.br/artigos/simbolos-do-advento

http://www.suapesquisa.com/natal/arvore_natal.htm

http://www.postoseis.com.br/ (fonte das frases da Denise Guinle)

 

 

 


JPAGE_CURRENT_OF_TOTAL
Sou Curiosa

O que você passa a conhecer é o seu conhecimento na sua visão, então porque não passar a informação para o outro e a partir daí cada um terá sua própria visão, respeitando o conceito (pré-determinado ou não) de cada um.

 
Pensando em viajar

"Tenho o mais simples dos gostos, me contento com o melhor" Oscar Wilde.

Acredito que o melhor nem sempre quer dizer custo alto, então, procuro dentro de minhas possilibidades fazer as minhas escolhas.... Sônia.

Links com fins sociais:

Casa do Bem
Fazer o bem sem olhar a quem...
ADOTE-RN
Associação de orientação aos deficientes

Meio Ambiente

Me siga também... TWITTER
Twitter @rionatal.

Estatísticas

Visualizações de Conteúdo : 1364318

Usuários On-line

Nós temos 64 visitantes online